,

Qual a função dos hormônios da tireoide?

Durante as aulas de fisiologia da faculdade, você possivelmente já estudou sobre o sistema endócrino e a tireoide. No entanto, talvez você não se lembre quais são os hormônios da tireoide ou suas funções. Este será o tema do nosso post de hoje, vamos revisar?

Em primeiro lugar, os hormônios da tireoide desempenham um papel crucial na regulação do metabolismo, crescimento e desenvolvimento do corpo humano. Os dois principais são a tiroxina (T4) e a triiodotironina (T3), sendo que T4 é convertido em T3 nos tecidos periféricos, já que o T3 é a forma mais biologicamente ativa.

Produção e liberação dos hormônios da tireoide

Em suma, a glândula tireoide, localizada na base do pescoço, é estimulada pelo hormônio tireoestimulante (TSH), que é liberado pela glândula hipófise. O TSH, por sua vez, é regulado pelo hormônio liberador de tireotropina (TRH) produzido no hipotálamo. A síntese de T4 e T3 requer iodo, que é obtido da dieta. Dentro da glândula tireoide, o iodo é incorporado na tirosina, um aminoácido, para formar T4 e T3.

Funções metabólicas dos hormônios da tireoide

Inegavelmente, os hormônios da tireoide são essenciais para a regulação do metabolismo basal, que é a taxa mínima de energia necessária para manter as funções vitais do corpo em repouso. Eles aumentam o consumo de oxigênio e a produção de calor, afetando praticamente todos os tecidos do corpo. Através da ativação de receptores nucleares, o T3 aumenta a transcrição de genes que codificam proteínas envolvidas no metabolismo energético. Isso leva ao aumento da taxa metabólica basal, promovendo a síntese e degradação de carboidratos, lipídios e proteínas.

Crescimento e desenvolvimento

Os hormônios da tireoide também são importantes durante o desenvolvimento fetal e a infância. Sem dúvida, eles são essenciais para o desenvolvimento normal do sistema nervoso central. A deficiência de hormônios tireoidianos durante o desenvolvimento pode resultar em cretinismo, uma condição caracterizada por retardo mental e crescimento físico prejudicado. Além disso, esses hormônios promovem o crescimento e a maturação dos ossos, colaborando com o hormônio do crescimento (GH) para garantir o desenvolvimento físico adequado.

Se você é estudante da área da saúde e está gostando do conteúdo, clique no link para se tornar membro da nossa plataforma. Lá você terá acesso a diversas vídeo aulas de matérias básicas e clínicas da faculdade.

Sistema cardiovascular

No sistema cardiovascular, eles aumentam a contratilidade do coração e a frequência cardíaca, melhorando o débito cardíaco. Isso ocorre através da regulação da expressão de proteínas envolvidas na contratilidade cardíaca, bem como pelo aumento da sensibilidade do coração à adrenalina e noradrenalina. Só para ilustrar, esses efeitos são essenciais para manter um fluxo sanguíneo adequado aos tecidos, especialmente durante condições de aumento da demanda metabólica.

Regulação do apetite e peso corporal

A regulação do apetite e do peso corporal também é influenciada por esses hormônios. Aumentando o metabolismo basal, eles podem promover a perda de peso em caso de hiperatividade da tireoide (hipertireoidismo), enquanto a deficiência de hormônios tireoidianos (hipotireoidismo) pode levar ao ganho de peso devido ao metabolismo mais lento.

Doenças da tireoide

O hipotireoidismo é caracterizado por níveis baixos de T4 e T3, pode causar sintomas como fadiga, ganho de peso, depressão e intolerância ao frio. O hipertireoidismo, por outro lado, é caracterizado por níveis elevados de T4 e T3, levando a sintomas como perda de peso, ansiedade, tremores e intolerância ao calor. Por fim, o tratamento desses distúrbios envolve a normalização dos níveis hormonais através de medicações ou, em alguns casos, cirurgia.

Referência bibliográfica:

GUYTON, A.C. e Hall J.E. Tratado de Fisiologia Médica. Editora Elsevier. 13ª ed., 2017.